sexta-feira, 15 de março de 2013

REFÚGIO

(Dedicado a Marcelo, Humberto, Ana Maria, José Diniz, Glauco Júnior e Luiz Filho)

Ainda que o amor não traga ensombros
Ainda que a bondade não possa vencer
Ainda que a justiça teime em se perder
Deixando a verdade escondida em escombros

Ainda que as sombras do mal do poder
Nos cause temores, arrepios e assombros
Ainda que o mundo caia nos meus ombros
Ainda que o mal queira prevalecer

Ainda que o fim mostre os seus sinais
Ainda que o mundo de homens-animais
Nos traga tristezas ou qualquer coisa ruim

No recôndito da alma procurando a paz
Eu encontro Deus e Ele planta um jardim
Um refúgio pra alma, cá dentro de mim...

Araripina/PE, 15/03/2013

Hélio Ferreira